terça-feira, 29 de julho de 2014

Rio terá maior aquário marinho da América do Sul no fim de 2015


G1 - O complexo marinho AquaRio, que está em construção há um ano na Zona Portuária, será aberto aos moradores do Rio no fim de 2015, segundo informações do diretor-presidente do projeto Marcelo Szpilman. O aquário multifuncional contará com 28 tanques, dois andares de visitação e oito mil animais de 350 espécies diferentes. A construção será o maior aquário marinho da América do Sul. A previsão para receber o público é no fim de 2015 já que, segundo a Prefeitura, as obras do Veículo Leve sob Trilhos (VLT) irá terminar em meados do mesmo ano. Segundo Szpilman, o AquaRio vai proporcionar uma experiência inédita para os visitantes, a oportunidade de estudar o ambiente marítimo e a possibilidade de pesquisar sobre as espécies. “Teremos uma pareceria com o Centro de Pesquisa de Biologia Marinha da UFRJ. Lá [no AquaRio] vamos realizar estudos sobre peixes de recife e de coral. Com isso, o Rio passa a ter um Centro de Pesquisas Cientificas com mestrados, doutorados e estágios na área”, comentou o biólogo. As obras serão fincanciadas por empresas parceiras e patrocinadores. Segundo o diretor-presidente do Aquário Marinho do Rio de Janeiro , os custos serão bancados inteiramente por iniciativa privada. “São espécies completamente dóceis, não é uma ameaça de maneira alguma. A atividade será em um ambiente controlado, água clara e sem riscos”, disse Marcelo Szpilman.
Atividades para o público
Os visitantes vão contar com diversas atividades no AquaRio. A principal delas é o mergulho com tubarões. O público poderá ter contato com diversas espécies e mergulhar junto com peixes, tubarões e arraias. O maior tanque, chamado de O Recinto Oceânico e de Mergulho, onde a prática será praticada terá sete metros de profundidade e irá comportar 3,3 milhões litros de água. Apesar dos tubarões causarem medo nos visitantes, o diretor do projeto afirma que é um passeio seguro.Com uma tecnologia inovadora, o espaço contará com um aquário virtual onde o visitante cria um peixe virtualmente e o animal irá guiar a visita. A experiência acontecerá de forma interativa e o público poderá conversar com o peixe e até tirar dúvidas. Um espaço de realidade aumentada também estará disponível, onde as pessoas poderão aprender um pouco mais sobre as espécies. Uma atividade voltada mais para o público jovem é a noite do aquário. Os visitantes poderão alimentar os animais, terão um jantar no aquário e irão dormir no túnel de acrílico onde poderão ver os animais. Além disso, o público poderá participar da rotina da equipe de manutenção do AquaRio. Para visitar o Aquário Marinho do Rio, público pagará o valor de R$ 40,00(valor da inteira). Estudantes e funcionário de escolas municipais terão gratuidade
___________
Fonte: G1 - GLOBO
.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

sábado, 26 de julho de 2014

Espécie rara de peixe ornamental se reproduz em cativeiro no Pará


G1 - Filhotes de Acari Zebra nasceram em cativeiro neste mês de julho no laboratório ambiental da Norte Energia, que fica em Vitória do Xingu, sudeste do Pará. Os animais da espécie Hypancistrus zebra habitam águas rasas da região do Xingu e, de acordo com o Instituto Chico Mendes, a espécie é vulnerável à extinção: os peixes são ameaçados pela destruição do habitat provocada pelo garimpo e desmatamento, além da captura indiscriminada pela sua beleza, já que a espécie é considerada ornamental.
Animal tem cor distinta (Foto: Regina Santos / Norte Energia)
Animal tem cor distinta
(Foto: Regina Santos / Norte Energia)
Segundo a Norte Energia, 14 filhotes nasceram no Centro de Estudos Ambientais da Empresa. De acordo com o gerente Laurenz Pinder, esta é a primeira vez que a espécie se reproduz em cativeiro. "O sucesso do projeto assegura a conservação do patrimônio genético deste peixe e cria novas possibilidades para a reprodução em cativeiro de outras espécies de Acari", explica.
O trabalho de preservação das espécies do rio faz parte do Projeto Básico Ambiental da Norte, e é um pré-requisito para a concessão da licença de instalação do principal projeto da empresa no Pará: a Usina Hidrelétrica Belo Monte. A pesquisa científica realizada com animais marinhos e a reprodução de espécies nativas são, de acordo com o Ministério Público Federal, uma forma obrigatória de diminuir o impacto ambiental da construção da usina.

_________
Fonte: G1 - PA


Maior Criação De Tartarugas Tigre D´Água Do Brasil

sexta-feira, 25 de julho de 2014

A arte do aquarismo!

By @dayumdeezus - Instagram

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Fish Room Tour

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Imagem da Semana - by @original_pleco

Fonte: @original_pleco - Instagram

sexta-feira, 25 de abril de 2014

sábado, 19 de abril de 2014